Rio Grande

Natureza

Ventos fortes deixam consumidores sem energia

Por Rodrigo de Aguiar , 13/06/2018, 16h42

Os fortes ventos que atingem a cidade desde a noite de ontem assustam pela velocidade e aumentam a sensação de frio. Apesar da força, nenhum chamado de casas destelhadas ou árvores caídas foram contabilizados pela Defesa Civil, que segue monitorando os sites de meteorologia para traçar as estratégias e minimizar os impactos em casos de danos.

De acordo com a Praticagem da Barra, as manobras de entrada e saída de navios do canal de acesso ao Porto estão suspensas desde às 00h45 desta quarta-feira. Até às 17h, oito embarcações aguardavam para ingressar e outras 11 para deixar o município. Já as atividades internas do complexo portuário foram mantidas dentro das possibilidades.

A Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) também registrou ocorrências de falta de energia por conta do rompimento de cabos. Ao todo são 69 chamados espalhados pelo balneário Cassino e as localidades da Quinta, Povo Novo e Ilha dos Marinheiros. Segundo o gerente regional da CEEE, Julio Cesar Dutra Rosca, as equipes estão todas mobilizadas nestes locais para o restabelecimento do serviço, que vem deixando 375 consumidores sem energia elétrica.

A travessia de passageiros por lancha entre Rio Grande e São José do Norte funcionou normalmente desde o início da manhã. Já o mesmo não aconteceu com as balsas que transportam veículos entre os dois municípios, que não operaram nesta quarta-feira e estão sem previsão de retomada das travessias para hoje, devido a previsão de continuidade dos ventos.

Segundo o meteorologista, Luiz Fernando Nachtigall, da MetSul Meteorologia, o ponto mais forte dos ventos aconteceu por volta das 10h da manhã, quando as rajadas atingiram 73,8 km/h. A previsão é de que o vento enfraqueça nesta quinta-feira, com a permanência do frio e do tempo firme.

Foto: Divulgação/SUPRG e CEEE

Voltar Topo