Rio Grande

Encontro

Paulo Bertinetti defende dragagem do Porto do Rio Grande

Por Assessoria , 13/06/2018, 17h45

Aconteceu na manhã desta quarta-feira, 13, a edição de junho da reunião-almoço Tá em Pauta da Câmara de Comércio de Rio Grande. O convidado foi Paulo Bertinetti, diretor presidente do Tecon Rio Grande que tratou sobre o complexo de terminais privados do Porto do Rio Grande. O evento ocorreu no Salão Nobre da entidade e contou com a presença de 150 pessoas entre empresários, autoridades e comunidade.

O evento iniciou com a palavra do presidente da entidade, Antônio Carlos Bacchieri Duarte. Além de agradecer a presença de todos no evento, Bacchieri destacou a importância de tratar sobre a atividade portuária do município que é tão importante para a comunidade e para o Estado. “Os principais investimentos só vem para Rio Grande em função do Porto. E falo também que me preocupa a dificuldade para a realização da dragagem do canal de acesso que é fundamental e do interesse de todos nós já que sem dragagem não teremos como sustentar os recordes que estamos batendo na área portuária”, afirma ele.

Paulo Bertinetti é engenheiro e além de presidir o terminal portuário do grupo WilsonSons em Rio Grande também preside o Sindicato dos Terminais Marítimos do Rio Grande. “Os terminais privados representam mais de 80% da movimentação e a receita gerada por eles para a Superintendência chega a 88%”, afirma Bertinetti. Ele ainda falou sobre as dificuldades que os terminais passam para a manutenção visto que precisam de diversas autorizações como Anvisa, alfandegárias e portuárias. “De 3% a 6% da legislação muda por dia quando falamos de todas as necessidades para uma operação portuária”.

Bertinetti recordou que o Tecon foi o primeiro terminal a passar pelo processo licitatório e que cumpriu com todos os requisitos antes dos prazos da concessão visto que o mercado assim exigia. “Temos 900 metros de cais de atracação com 12,8m de calado para a atividade portuária”, afirma. O diretor destacou os parceiros comerciais do terminal como Josapar, Tramontina, Randon, BRF e Marfrig.

Segundo o palestrante, o terminal está há mais de quatro milhões de horas sem acidente de trabalho com afastamento. Por fim, Bertinetti destacou a necessidade da dragagem do canal de acesso ao Porto do Rio Grande. “Precisamos de uma dragagem concessionada, com exigências claras de manutenção, em que a empresa tem obrigação de manter o calado sempre operante. Precisamos ser o maior calado operacional do Conesul e precisamos do VTMIS”, defende.

O Tá em Pauta é realizado pela Câmara de Comércio da Cidade do Rio Grande em parceria com o Grupo RBS. O evento tem por objetivo mensalmente debater um tema pertinente para a cidade do Rio Grande. São patrocinadores do evento Refinaria Riograndense, Vetorial, SINTERMAR, Guanabara, Yara e Tecon.

Foto: Assessoria de comunicação Câmara de Comércio

Voltar Topo