Rio Grande

Demissões

Sindicato dos Rodoviários protesta com "pedágio solidário"

Por Guilherme Rajão , 06/04/2020, 11h10

Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Rio Grande (STTRRG) realiza, desde as primeiras horas da manhã desta segunda-feira (06), um "pedágio solidário" na frente do portão da empresa de transporte coletivo Noiva do Mar. O ato é um protesto contra a demissão de funcionários, promovida na última semana pela direção da empresa. De acordo com o Sindicato, cerca de 70 colaboradores foram despedidos. Já a empresa garante que foram 45 demissões.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Rio Grande (STTRRG), Fábio Machado, a ação visa arrecadar alimentos que serão destinados á famílias em situação de vulnerabilidade social e também aos colaboradores demitidos que estejam necessitando. "Estamos trancando a rua e pedindo que os motoristas nos doem alimentos. O protesto, pacífico, foi pensado desta forma pra que não fosse necessário trancar o portão da empresa e prejudicar os profissionais da saúde que dependem do transporte coletivo" garantiu.

Em entrevista ao Grupo Oceano, o presidente do Sindicato garantiu que a empresa está ocultando o número real de demissões. "Nós não representamos somente os 45 motoristas e cobradores demitidos. Nós representamos também os outros trabalhadores de outros setores internos, Jovem Aprendiz e outras modalidades que também foram despedidos. A empresa precisa dizer a real quantidade de profissionais que foram assinaram a demissão na última semana" pontuou Fábio.

A empresa, através da gestora Edneuman Assunção, garantiu que o número divulgado de 45 funcionários demitidos, divulgado em nota na última semana, está correto. De acordo com Edneuman, não devem ocorrer mais demissões nos próximos dias e os benefícios aos colaboradores e inclusive aos que forma demitidos devem ser mantidos como forma de auxílio.

O "pedágio solidário" promovido pelo Sindicato deve permanecer em atividade até 17h na frente da garagem da empresa Noiva do Mar. A comunidade pode colaborar doando alimentos não-perecíveis.

Imagem: Guilherme Rajão/Grupo Oceano

Voltar Topo