País

Polêmica

Após mentir sobre títulos, Ministro da Educação entrega carta de demissão

Por Guilherme Rajão , 30/06/2020, 16h49

O Ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, entregou na tarde desta terça-feira (30) a sua carta de demissão ao presidente Jair Bolsonaro. A saída acontece após a polêmica sobre títulos que ele diz possuir, desmentidos pelas instituições de ensino. Ele foi denunciado por plágio na dissertação de mestrado na Fundação Getúlio Vargas (FGV), declarou um título de doutorado na Argentina, que não obteve e outro de pós-doutorado na Alemanha, que não realizou.

Ainda não houve confirmação de que o presidente Jair Bolsonaro aceitou o pedido de demissão. No entanto, a expectativa do governo é encontrar um novo nome para o posto ainda nesta terça-feira (30). Bolsonaro publicou em uma rede social uma mensagem elogiando a capacidade do ministro, mas desde a noite de ontem (29) já dava como insustentável a situação de Decotelli à frente da pasta.

Na última quinta-feira (25), Bolsonaro anunciou e o "Diário Oficial da União" publicou a nomeação do ministro. No entanto, após o vazamento das inconsistências no currículo de Decotelli, ele não chegou nem mesmo a ser empossado no cargo.

Imagem: Divulgação/PR

Voltar Topo